14 Abril 2014

Folar de amassar (folar enrolado)

Mais uma Páscoa à porta. Mais uma leva de folares caseiros a sair desta cozinha. Esta receita é semelhante à do folar de Olhão (folhado ou em camadas) mas a massa fica mais leve. Experimentem, segue abaixo a receita adaptada à Bimby e na versão tradicional. Não há desculpas para não fazer folar caseirinho. 

Votos de uma Santa Páscoa para todos!
 photo f2208e41-c3a6-437b-8d78-86957dadb2a8_zps82b13af8.jpg


Folar de amassar

Ingredientes:

125 g de açúcar amarelo
casca de ½ laranja
2 ovos pequenos
100 ml de leite
100 ml de chá (mistura de pau de canela, anis estrelado e erva doce)
Sumo de 1 laranja pequena
1 cubo de fermento de padeiro fresco (ou 1 saqueta de fermento de padeiro seco)
40 g de manteiga
1 colher de sopa de banha
1 colher de sobremesa de canela em pó
1 colher de sobremesa de erva doce em pó
600 g a 700 g de farinha sem fermento
1 pitada de sal

Outros ingredientes: açúcar amarelo, canela em pó, manteiga q.b. 

Calda: 2 colheres de sopa de mel, 50g de manteiga, 2 colheres de sopa de açúcar amarelo, 1 colher sopa de canela em pó


{bimby_thermomix}
Unte 1 forma de alumínio (18cm) com manteiga, forre com papel vegetal e volte a untar com manteiga.
Coloque o açúcar no copo do robot de cozinha e pulverize o açúcar com a casca da laranja 15 seg/vel 10.
Junte os restantes ingredientes pela ordem indicada na receita e misture 15 seg/vel 6.
Bata 2,30 min/vel espiga.
Se for necessário, vá juntando mais farinha até a massa deixar de pegar ao copo.

Deixar levedar durante cerca de 4horas.

No copo da Bimby, limpo, coloque todos os ingredientes para a calda e programe 4 min/100º/vel1. Reserve.
Pré-aqueça o forno a 190º.

Tenda a massa esticando com um rolo formando mais ou menos um quadrado grande e bem fino. Polvilhe com açúcar amarelo e canela e coloque pequenas nozes de manteiga. Dobre as pontas da massa para dentro. Volte a polvilhar e colocar manteiga. Ir enrolando como uma torta e polvilhando e colocando manteiga a cada volta.


Coloque no centro da forma e deixe a massa crescer um pouco. Polvilhe com açúcar, canela e coloque umas nozes de manteiga e leve ao forno durante cerca de 1h00/1h30 (fazer o teste do palito para verificar a cozedura). Cubra com papel de alumínio na primeira fase de cozedura para evitar que queime.


*****

{tradicional}


Unte 1 forma de alumínio (18cm) com manteiga, forre com papel vegetal e volte a untar com manteiga.

Num recipiente, junte todos os ingredientes. Amasse muito bem até a massa deixar de pegar às mãos e ao recipiente.

Deixe levedar durante cerca de 4 horas.

Prepare a calda levando ao lume todos os ingredientes. Reserve.
Pré-aqueça o forno a 190º.

Tenda a massa esticando com um rolo formando mais ou menos um quadrado grande e bem fino. Polvilhe com açúcar amarelo e canela e coloque pequenas nozes de manteiga. Dobre as pontas da massa para dentro. Volte a polvilhar e colocar manteiga. Ir enrolando como uma torta e polvilhando e colocando manteiga a cada volta.

Coloque no centro da forma e deixe a massa crescer um pouco. Deite a calda por cima e leve ao forno durante cerca de 1h00/1h30 (fazer o teste do palito para verificar a cozedura). Cubra com papel de alumínio na primeira fase de cozedura para evitar que queime.


 photo ba9a9efd-becc-4303-8f37-d6582c5646dc_zpsd67328a6.jpg

21 Fevereiro 2014

Bolo de banana e canela

Cozinhar sempre foi, para mim, uma tarefa em família. A quatro, seis, oito mãos. Tantas quantas se chegarem. Aprendi assim a criar e a partilhar sabores. Em conjunto. Em família. Hoje nem sempre é assim, entre escola, infantário e actividades de tempos livres dos mais pequenos programa-se o tempo ao milissegundo e as refeições são preparadas rapidamente.

Mas ao fim-de-semana conseguimos, às vezes, esticar o tempo e a cozinha é de todos. Arrumam as cadeiras junto à bancada e preparam-se para pôr a mão na massa. Juntam ingredientes, mexem, batem, sujam. Rapidamente se cansam e vão brincar. A magia que acontece dentro do forno trá-los à cozinha algumas vezes: "mãe já cresceu! Já está pronto?"

Bolos, biscoitos e panquecas são os mais pedidos e, por isso, também, me lembrei deste sabor a infância quando a querida Catarina do blogue
 "A menina da Mamã"me desafiou a preparar uma receita para a sua rubrica "Crescer com Sabores".

Foi comido ainda morno com umas colheradas de iogurte grego como topping. Delicioso!

 photo e723b0e7-b6b0-451d-973a-cb7b754bade6_zps10b19a98.jpg


Bolo de banana e canela


Ingredientes:

2 ovos médios à temperatura ambiente
140g de açúcar mascavado
50g de leite
60g de manteiga sem sal
180g de farinha com fermento
1 pitada de sal
350g de bananas maduras
2 colheres de sopa de canela em pó


{bimby_thermomix}

Pré-aqueça o forno a 175º.

Coloque os ovos, o açúcar e a manteiga no copo e programe 3 min/37º/vel 3.
Junte o leite e as bananas esmagadas com um garfo e misture 30 seg/vel 3.

Adicione a farinha e sal e envolva 15 seg/vel 2 (termine de envolver com ajuda da espátula).


Unte uma forma de bolo inglês. Deite uma parte da massa na forma e polvilhe a superfície com 1 colher de sopa de canela em pó. Deite mais um pouco de massa e polvilhe com a outra colher de sopa de canela em pó. Deite a restante massa na forma e leve ao forno durante cerca de 30 minutos (faça o teste do palito).

Sirva morno, acompanhado por iogurte grego.


{tradicional}

Pré-aqueça o forno a 175º.

Bata os ovos com o açúcar e a manteiga até obter um creme esbranquiçado.
Junte o leite e as bananas esmagadas com um garfo e misture bem.
Adicione a farinha e o sal e envolva até estar tudo bem misturado.

Unte uma forma de bolo inglês. Deite uma parte da massa na forma e polvilhe a superfície com 1 colher de sopa de canela em pó. Deite mais um pouco de massa e polvilhe com a outra colher de sopa de canela em pó. Deite a restante massa na forma e leve ao forno durante cerca de 30 minutos (faça o teste do palito).

Sirva morno, acompanhado por iogurte grego.

 photo a622b7ac-8bff-45e7-9ebd-306d62a8557c_zps8d109f9c.jpg

07 Janeiro 2014

Guisado de peru com batatas às rodelas

Com este post abro o ano de 2014 aqui no blogue. O ano em que gostava (e quero!) de lhe dedicar mais tempo e com isso voltar também a investir mais tempo na cozinha. Não aquele tempo das refeições diárias, mas aquele tempo em que cozinho, crio e recrio com tempo, prazer, com calma e com imaginação.

2013 foi um ano intenso. Os seis anos dela e os quase 3 dele têm preenchido cada instante da nossa vida e, a cada dia, todo o tempo se revela pouco para tanto.

A par disso, um novo desafio profissional que abracei em finais de Maio, um pouco a medo, confesso, mas com o qual me identifico cada vez mais, que me tem permitido conhecer pessoas fantásticas e que me tem deixado de coração cheio!

Que venha 2014 e que seja à medida dos nossos (e dos vossos) sonhos. Bom ano!
 
 photo 79e3b2bb-2117-415c-ac04-93d312085b0e_zpsa510fe35.jpg

 
Guisado de peru com batatas às rodelas
Receita do livro Bimby dicas, truques e etc.


Ingredientes

1200g de batatas de casca vermelha, cortadas às rodelas finas, com casca
2 colheres de chá de sal
3 colheres de chá de tomilho, só as folhas
30g de azeite
3 dentes de alho
120g de cenoura
200g de cebola cortada às rodelas
200g de alho francês cortado às rodelas
1000g de perna de peru limpa e desossada cortada em cubos (ou a mesma quantidade de peito de peru cortado em cubos)
20g de molho de soja
70g de vinho tinto
1 pitada de pimenta


{bimby_thermomix}

Coloque na varoma a batata, tempere com 1 colher de chá de sal, e 2 colheres de chá de tomilho. Reserve.

Coloque no copo o azeite, o alho e a cenoura e pique 5 seg/vel 5.
Adicione a cebola e o alho francês e refogue 5min/varoma/vel colher inversa.

Adicione o peru, o molho de soja, o vinho, 1 colher de chá de sal e a pimenta e envolva bem com ajuda da espátula. Coloque a varoma e programe 35min/varoma/vel 1 inversa.

Pré-aqueça o forno a 200º.

Coloque o guisado de peru num pirex, cubra com as rodelas de batata, pincele com azeite e polvilhe com 1 colher de chá de tomilho. Leve ao forno a 200º durante cerca de 15/20minutos ou até dourar.
Sirva de seguida.

 photo 9b41116c-f5ae-4095-9cc3-216dc6eb0619_zpsbf29a1e4.jpg

24 Dezembro 2013

Papos de anjo

No Natal cumprem-se tradições de sempre. A familia, o bacalhau cozido com todos, as empanadilhas, as filhoses, o bolo rei, a troca de presentes. Os anos passam, a familia cresce. Juntamo-nos sempre todos e a mesa cresce. A cada ano entra sempre algo de novo. Este ano são os papos de anjo. Macios e doces, juntam-se hoje à nossa mesa de Natal.

A todos vós, um FELIZ e DOCE Natal! 

 photo ae5adc54-aaa9-47a3-bc2b-aa330f397b43_zps3025f652.jpg


Papos de anjo
Receita ligeiramente adaptada do livro "Bimby Massas e Doces"

Ingredientes:

2 ovos inteiros
10 gemas de ovo

Ingredientes para a calda:
350g de açúcar
300g de água
1 casca de limão
1 pau de canela
 
(b): Pré-aqueça o forno a 180º.Coloque a borboleta na lâmina, junte os ovos, as gemas e programe 8min/37º/vel 4.
Quando terminar bata mais 5min/vel 4 até obter uma massa fofa e leve.
Deite o preparado em formas de queques untadas com manteiga e polvilhadas com açúcar. Leve-as ao forno dentro de um tabuleiro com água durante cerca de 15 minutos.
Retire do forno, desenforme e coloque os papos de anjo numa taça.

Prepare a calda enquanto os papos de anjo estiverem no forno. Coloque no copo limpo o açúcar, a àgua, a casca do limão e o pau de canela e programe 10min/varoma/vel 1 inversa.
Deite a calda por cima dos papos de anjo de forma a ficarem bem ensopados.
 photo b3b10fbb-ee96-4ad4-933c-8be1549d1ea2_zps70d529af.jpg


19 Dezembro 2013

Torta de amêndoa e alfarroba com ovos moles

Estamos de volta, a muito poucos dias do Natal e do novo ano. E estamos de volta com uma mudança, com um novo ar. Mais simples, mais clean e mais ao estilo do que por aqui se conta e se partilha.
O figo lampo cresceu durante estes últimos 5 anos, amadureceu e ganhou identidade própria. Senti que estava na hora de mudar. E em boa hora o fiz.

A alma do figo lampo, essa, continua genuína, fiel às suas origens, às suas inspirações, às suas memórias. E, por isso, o regresso não podia ser de outra forma senão com sabores tão nossos, alfarroba e amêndoa. Aqui fica, em jeito de sugestão para uma sobremesa de Natal.
  

 photo 1_zps5d17f588.jpg


Torta de alfarroba e amêndoa com ovos moles
Ingredientes:
»para a torta:
5 ovos, à temperatura ambiente
180g de açúcar
100g de farinha de amêndoa
40g de farinha de trigo
30g de farinha de alfarroba
½ colher de chá de canela em pó
1 colher de chá de fermento em pó
1 pitada de sal

»para os ovos moles pobres:
5 ovos, à temperatura ambiente
um pouco menos o peso dos ovos em açúcar (ovos pesados com casca)

Preparação na Bimby:

Pré-aqueça o forno a 180º. Prepare uma forma rectangular com papel vegetal.
Coloque no copo a farinha de trigo, a farinha de amêndoa, a farinha de alfarroba, o fermento em pó, a canela e o sal.  Misture 5 seg/ vel 6. Reserve.
Insira a borboleta na lâmina. Coloque no copo os ovos e o açúcar e bata 5 min/37º/vel 3,5.
Retire a borboleta e envolva a mistura das farinhas 6 seg/vel3.
Deite o preparado na forma e leve ao forno durante 10-15 minutos (verifique a cozedura com o teste do palito).

Prepare entretanto os ovos moles pobres. Insira a borboleta na lâmina. Coloque no copo o açúcar e os ovos inteiros e programe 10 seg/ vel 4. Programe de seguida 10 min/100º/vel 1. Deite numa taça e deixe arrefecer.
Desenforme a torta sobre uma folha de papel vegetal polvilhada com açúcar. Espalhe parte dos ovos moles sobre a torta e enrole com a ajuda do papel vegetal. Mantenha-a enrolada no papel vegetal até estar fria.
Decore com o doce de ovos restante e polvilhe com canela em pó e/ou amêndoa laminada.

 photo 2_zpsab01e81d.jpg

25 Outubro 2013

Macarronete com azeitona com crumble de queijo de cabra, mel e presunto

 photo 3_zpsb6307d6d.jpg

Em saladas simples, como acompanhamento, em pratos mais compostos, ou crua como os mais pequenos gostam. Massa nunca falta cá em casa e no armário há sempre esparguete, tagliatelle,  fusilli, cotovelinhos, pontinha, pevide e letrinhas.

Junto dos mais pequenos a massa reúne sempre consenso e pela sua versatilidade presta-se a inúmeras combinações seja com carne, peixe ou legume. E assim a tarefa de agradar a todos na hora da refeição torna-se muitas vezes mais fácil.

Hoje assinala-se o Dia Mundial das Massas  que, em Portugal, é celebrado com o apoio da Milaneza num conjunto de diversas iniciativas orientadas para a temática da alimentação equilibrada e saudável.
E foi neste âmbito que surgiu o desafio por parte da Milaneza para criar um prato com o novo macarronete com azeitona.
 
Assim que recebi o convite pensei de imediato em sabores e aromas que combinassem com esta massa. Mas deixei-me ir ao sabor do apetite e hoje quando abri o pacote decidi de imediato o meu almoço. Aqui fica! 

 
 photo 1_zps38424253.jpg

Macarronete com azeitona com crumble
de queijo de cabra, mel e presunto


Ingredientes (para 2 pax): 1 chávena de macarronete com azeitonas, 1 queijo de cabra fresco, 2 fatias de presunto de boa qualidade, 2 colheres de sopa de pesto de tomate seco, 2 dentes de alho, 1 colher de sopa de mel, água, azeite, pimenta preta, alecrim fresco q.b.


(t): Coza a massa conforme as indicações da embalagem. Escorra e reserve.

Coloque as fatias de presunto sobre papel vegetal e leve ao forno a 190º durante cerca de 10 minutos.

Numa frigideira leve ao lume 1 colher de sopa de azeite e os alhos picados finamente.

 
Junte o alecrim picado e o macarronete. Salteie uns minutos. Reserve.

Desfaça o queijo fresco com um garfo e parta as fatias de presunto em pedacinhos juntando-os ao queijo. Tempere com pimenta preta moída na hora e com o mel e envolva tudo.
Coloque a massa num prato de servir e cubra com o crumble de queijo, mel e presunto. Coloque no prato pequenas porções de pesto de tomate seco.

Sirva de imediato.

 photo 2_zps4fa9bd34.jpg

Esta receita foi elaborada com o apoio da Milaneza e insere-se no Dia Mundial das Massas.

17 Outubro 2013

Com A Vaca Que Ri sabe bem regressar às aulas!

Cá em casa a tarefa nem sempre é fácil de executar. Ele gosta de tudo e come se termos que insistir. Ela faz-se de esquisitinha e arranja mil e uma formas de fugir ao que lhe propomos.

Ele está no infantário, ela na escola primária. Nem um nem outro levam lanche para a escola mas, ao fim da tarde, no regresso a casa, comem sempre qualquer coisa.

Tentamos que seja em pequenas doses para evitar que "percam" a vontade de jantar e deixamos um pouco ao critério deles com base nos alimentos permitidos e a escolha vai sempre para o mesmo.

Quando recebi o convite da Fromageries Bel Portugal para criar um lanche divertido e saudável com os produtos A Vaca que ri e Pik&Croq não pensei duas vezes e nessa mesma tarde preparei-lhes uma surpresa, um lanche nutritivo, divertido e delicioso.

Chegaram, colocaram as mochilas no chão e foram para a cozinha como habitualmente. O cenário chamou-os logo à atenção. Começaram pelos peixes, depois pelas nuvens e pelo sol e por fim o fundo do mar e as bolhinhas de ar dos peixes.

O sorriso deles dizia tudo e no dia seguinte pediram para levar uma embalagem de Pik&Croq cada um dentro das suas mochilas.
 photo 8700ec9d-f9c3-4e2a-bc3d-9287e1e4a251_zpsd41c45b5.jpg


Pik&Crok no fundo do mar

Ingredientes:
2 fatias de pão de forma integral, 1 embalagem de pik&crok, 1 fatia de fiambre de perú, 2 fatias de pêssego, 2 phisalys, nozes, alface e smarties mini q.b.

Preparação: Esmigalhe grosseiramente os miolos das nozes com os dedos e disponha-os na horizontal a simular o fundo do mar. Faça o mesmo com 3 ou 4 palitos pik&crok. Tire pedacinhos de uma folha de alface e simule as algas.
Com um cortador redondo de bolachas corte 3 círculos de pão. Barre-os com o queijo do pik&crok. Corte tiras de fiambre e coloque sobre o queijo.

Parta os palitos do pik&crok ao meio e forme os rabos dos peixes.
Abra os phisalys e dê a um a forma de polvo e a outro a forma de peixe.

Disponha as figuras acima do fundo do mar.
Coloque os smarties junto aos peixes a simular as bolhas de ar.
Por último recorte um sol e nuvens das fatias do pêssego e coloque-as na zona do céu.

 photo e0715afd-8422-4a01-8f4c-d5ff74a082b5_zps487b3ca1.jpg